sexta-feira, 16 de abril de 2010

Nossa Páscoa - Parte IV- Morte e ressurreição do Pedro - Por Cristo.

No dia 10, fui à noite pra UTI e o Alexandre dormiu na sala de espera do Hospital, no segundo andar... E passei a primeira noite com o Pedro na UTI. Ele ficou bem, era muito bem cuidado pelo pessoal, que sempre vinham nos dar forças, dizer que ele estava recuperando bem, mas... E quando foi na manhã de sexta feira, dia 11, o Alexandre acompanhou mais um round onde ficou mais uma vez foi feita uma radiografia do pulmão do Pedro, e foi percebido uma melhora, foi feito também um eletroencefalograma e havia atividade cerebral normal, pra um paciente naquelas condições de coma induzido. Nesse dia, o Dr. Sérgio especulou que, havendo a melhora no quadro do Pedro, que na segunda feira ele iria ser desentubado e seria retirado todos os medicamento que o faziam ficar em coma, ouse ja, na segunda feira, dia 14/12 iriam acordar nosso Pedro, e apesar do medo e do nervosismo eu sabia que ali seria a confirmação do GRANDE MILAGRE. No sábado, o Pedro, mesmo em  coma, começou a querer acordar e vez por outra ele ainda sem abrir os olhos, tentava retirar o tudo do nariz e da boca. Nessas horas nós chamavamos os enfermeiros e eles dava um "flush", que é uma injetada programada do medicamento no veia através do aparelho que estava conectado nele que continuamente injetava os medicamentos pra mantê-lo no coma. Mas mesmo assim, ele tentava acordar. Os médicos chegaram a aumentar a dose quase três vezes a mais da inicial e me diziam "mãe, não podemos aumentar mais por que se não, vai ficar mais complicado retirá-lo dos medicamentos na segunda, segura esse touro aí!". Era o começo da segunda vitória.
Lembro que na sexta, Depois de passar pelo meu PENIEL, onde lutei com Deus, eu fui ousada. Cheguei na beira da cama do Pedro na UTI e disse assim: "Deus, é agora! Me abençoe agora, fale comigo agora!" e então abri a bíblia. Mas eu não abri num sentido de faze-la uma caixinha de promessa, mas de sentir que o Espirito Santo queria me direcionar pra leitura de algum livro, ou passagem ou algo assim. Então, eu abri minha bíblia de estudo aleatoriamente, assim como abrimos para procurar uma passagem e antes que eu folheasse um titulo me chamou atenção, que foi "tristeza na alma" então eu li o texto, achei bacana e tal pois falava que Deus se compadece de nos quando sofremos, que nossa dor não é eterna, que Jesus sabia o que era padecer... Enfim, lí, gostei e fui procurar um livro, quando de repente eu olhei pro versiculo biblico acima do texto e qual foi a minha surpresa: Deus Falou comigo naquela hora, e sabe o que Ele disse? "Certamente ele tomou para si as nossas enfermidades e as nossas dores levou para sí; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus e oprimido. Mas ele foi traspassado pelas nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados" Isaías 53: 4-5. ALELUIA! Acho que não preciso dizer o quanto aquilo confirmou a minha fé e a certeza da salvação do Pedro. É verdade que todos os dias eu chorava e clamava, mas depois da primeira oração e da resposta do Senhor, a manifestação da Glória de Deus era apenas questão de tempo.
A segunda feira Chegou. E eu não fui embora enquanto o DR. Sérgio não desentubou o Pedro. No round pela manhã ele falou para o Alexandre," é hoje, esse tá na mão". E isso para o Alexandre foi a resposta à oração da Quarta feira quando o médico disse que " ele ainda não está na nossa mão" e o Alexandre falou com Deus "Na hora certa ele vai sair da mão de Deus pra sua". E quando ele me disse isso, começamos a chorar na porta da UTI e apesar de nervosos, sabiamos que daria tudo certo. O Procedimento foi simples, desligaram os aparelhos e tiraram os tubos, assim que o Pedro recobrou a consiencia (que foi quase instantâneamente) começou a chorar e dizer: Neném, Mamãe e aí me chamaram... Eu o abracei, beijei, e ele disse, ainda chorando: papai... Eu fui chamar o Papai que chorou também... Foi um momento maravilhoso.
Os médicos nos disseram "olha, ele vai ficar meio grogue por causa dos medicamentos, não se assuste não, qualquer alteração nos avise". E foi assim na segunda e na terça, que na madrugada fez um pouco de febre e quando modificaram o antibiótico, a febre cessou. Glória a Deus.

3 comentários:

Leilane disse...

Monique, li tudo até agora, o poder de Deus realmente é algo que nos deixa sem palavras!
Nessa parteIV do texto você colocou em amarelo a passagem bíblica, mas não está dando pra visualizar direito, eu li na bíblia, mas muda essa cor pra que as pessoas possam ler essa passagem!
bjus e Felicidades!

Leilane disse...

Monique, li tudo até agora, o poder de Deus realmente é algo que nos deixa sem palavras!
Nessa parteIV do texto você colocou em amarelo a passagem bíblica, mas não está dando pra visualizar direito, eu li na bíblia, mas muda essa cor pra que as pessoas possam ler essa passagem!
bjus e Felicidades!

Monique Tuani disse...

Obrigada Leilane, modificação já foi feita. Bjos